Minha sogra vai passar 1 semana de férias comigo, incluindo o reveillon.  Ela tem várias qualidades, é alegre, comunicativa, ativa, gosta de dançar e passear.  Mas a convivência cotidiana é um desafio para qualquer relacionamento…

Eu a admiro porque já passou por várias adversidades e conseguiu se reerguer, não é daquelas pessoas que se deprimem ou desistem fácil, e atribuo essa força à sua enorme fé no budismo. Ela perdeu seu filho mais novo, com 33 anos (meu querido cunhado Humberto), de AIDS. Foi uma barra.  Para todos.

Mas ele nos deixou várias lições de vida, e morreu com muita consciência e dignidade. Foi um marco na minha vida, eram os idos de 1987, o começo da doença no Brasil, estávamos todos muito assustados.  Mas passou, e ela tá aí, fortona.

Vamos a ver como vão ser esses dias na praia…, sabe, sogra é sempre sogra… rsrsrs.  Ultimamente ela tem demonstrado falhas de memória graves, que me assustam.., será o tal do alemão? 

Aproveito para treinar minha paciência, compreensão, aceitação e amor, sobretudo.  Dai-me paciência!!!

Bjs, Vanvan.

Gente, aqui na praia tá um calor do caramba!!!

Anúncios