Fim de semana passado participei de uma vivência muuuuiito legal, na 6a Jornada de Consciência Transpessoal, promovida pelo Centro de Psicossíntese de São Paulo.

Participei duplamente: como integrante das atividades – fazendo os exercícios propostos, refletindo, gerando insights para a minha própria vida – mas também como ‘focalizadora’ de danças étnicas. Fui convidada pela Presidente do CPSP, Andrée Samuel, para abrir e fechar o evento. E advinhem….as pessoas A-DO-RA-RAM!!

Fiquei muito gratificada com o convite. E mais ainda quando ouvi os depoimentos de algumas pessoas, de como uma dança em roda pode trazer tanto conteúdo terapêutico e transpessoal! Sei de tudo isso porque vivencio em minha própria pele, mas ouvir de pessoas que nunca tinham feito esse trabalho comigo foi fantástico!

Essa experiência só me ajudou a confirmar cada vez mais meu amor e respeito pelas danças, e saí de alma lavada. Até porque o grupo de profissionais que conduziu a vivência é super-competente! Então foi tudo muito bom. Eu saí com vontade de repetir. E muitas pessoas saíram com vontade de dançar! Isso que é bom!!!!!!

Vejam alguns flashes..(e a carinha feliz das pessoas)

O que tem a ver psicossíntese com dança de roda? Tudo, oras!!! É uma linha de psicologia desenvolvida por Roberto Assagioli, que trabalha o centramento, a harmonização de nossos vários aspectos internos, a consciência e a vontade. De certo modo, a dança também trabalha esses aspectos. Querem saber mais detalhes? Acessem o link acima do CPSP. Eles promovem oficinas gratuitas todo mês, não deixem de participar!

Anúncios