Cada vez que leio mais sobre o assunto, mais me confesso adepta ao estilo ‘WABI SABI’. Estou falando grego? Não…é japonês!!

WABI SABI é uma escola estética que surgiu no Japão nos idos dos séculos XIV e XV, que cultiva tudo que é autêntico, reconhecendo 3 qualidades simples: “NADA DURA, NADA ESTÁ TERMINADO, E NADA É PERFEITO”.  Na minha visão, a proposta extrapola o conteúdo estético, se tornando uma filosofia de vida bastante atual.

A idéia confronta comportamentos típicos da sociedade ocidental contemporânea, e mais que tudo, na minha visão, contrapõe o ideal de perfeccionismo que assola a mídia e o subconsciente de muita gente.

Por que temos que ser perfeitos? ESSA É A PERGUNTA. Perfeitos na verdade, já nascemos – você já parou pra pensar na perfeição do corpo humano? Cérebro que processa trilhões de informações ao mesmo tempo que cuida da reposição de células mortas, regula a temperatura e a pressão arterial, os batimentos cardíacos, os movimentos peristálticos? E ainda fala, escuta, cheira…é muito trabalho gente… e nós nem nos damos conta disso…

Mas a ‘perfeição’ perseguida hoje em dia é outra: você precisa tirar notas boas na escola, se comportar, ser rápido, esperto, ser boa filha, uma amante excepcional, sempre pronta, entender de informática, falar no mínimo mais 2 línguas, ser uma profissional antenada, e ainda ser magra, com cabelos à la Gisele Bundechen, dentes brancos e perfeitos…vixe, a lista não acaba…..

WABI SABI propõe a aceitação de uma realidade aliada a suas ‘imperfeições’ naturais.  Quanto a isso, a cerâmica é uma grande escola!! Como digo sempre, ela nos aceita a conviver com os altos e baixos, aceitar as imperfeições, e olhar com outros olhos a peça que sai do forno, que apesar de não ser na-da daquilo que imagimos, é linda!

Baseando-se nesse conceito, fundamos um grupo com 9 ceramistas e começamos a estudá-lo, com a proposta de no ano que vem fazermos uma exposição construída a partir desses princípios.

Convido a todos para essa viagem! Mais detalhes sobre o nosso processo você pode acompanhar no blog do grupo rodaceramica.

WABI SABI não é a ausência de estética/beleza, mas é uma liberdade maior que está acima de valores estéticos como limpeza/ ordem/ liso/ sem textura/ sem rachadura, assim como é nosso dia-a-dia!  Há uns meses atrás a revista Trip publicou uma matéria sobre assunto, dê uma olhada!

Aqui, aguarde mais reflexões sobre o tema.

Anúncios