You are currently browsing the category archive for the ‘cerâmica’ category.

Cada vez reafirmo mais meu desejo de fazer uma cerâmica com função, para ser usada, degustada, desfrutada e não apenas apreciada. Dirão os críticos: “Mas a Arte também não tem uma função?” Isso a gente debate depois… O que interessa agora é ver meus pássaros na função de servir pão de queijo!!! Lindinhos, não?

É incrível como quando estamos conectados com nossa alma, nossa mais profunda verdade interior, as coisas acontecem, fluem, as pessoas ‘certas’ são postas no nosso caminho, e as ideias vêm. “O santo baixa”.

O Universo está sempre ali, nós estamos eternamente também ali no Universo, tudo à disposição das conexões, das construções dos relacionamentos, das manifestações artísticas, tudo ali ao mesmo tempo. Alguns estão em outras dimensões, em outros países, outras casas. Mas estamos todos juntos, tudo misturado. O que percebo é que a nossa abertura e foco para determinados desejos acabam nos levando, uma hora ou outra, à concretização dos pensamentos, desde que você esteja aberto para isso, sem rancores, mágoas, desapegado, e pronto para o que der e vier.  Com uma profunda aceitação e aberto para a compreensão de qualquer resultado.

Quando fui pega de surpresa por minha professora, convidada a participar do Arte na Vila, veio aquele frio na barriga, sem saber por onde, mas com a certeza que tinha que começar, me lançar. E foi assim, de bowl em bowl, depois resolvi colocar uns passarinhos “à espreita”, criaturinhas que já havia pendurado em colares, tempos atrás; agora criavam vida, cada um com sua forma, seu querer, sua personalidade própria.

Uns curiosos, outros desconfiados, outros ainda fazendo-se de difíceis.  Assim como as pessoas… De repente, saiu um casal de peixes (!). E lá estavam, prontos a submergir no bowl.

Quando fui dar acabamento, veio a ideia – imprimir em cada peça uma qualidade de alma associada a um Floral de Bach. E assim foi…, fui seguindo minha pura intuição e as frases e palavras iam brotando, fui juntando cores aquareladas de fundo, e voilá!  Os deuses do Fogo e da Terra colaboraram, e tudo aconteceu. Meio sem querer, meio querendo….

O mais impressionante foi assistir à reação das pessoas às peças, e sobretudo às frases – elas tocaram na alma, e quase sempre ajudaram na decisão final da escolha. Foi (e é) mágico! Amazing! Isso só me dá motivação para fazer mais e mais, seguir em frente. E agradecer.

Esta foi a minha peça de cerâmica favorita de 2011. Espero repetir o resultado outras vezes, em 2012. De tão bonita, não quis vender – não saberia estimar um preço, há coisas que não tem preço, no melhor estilo ‘mastercard’… Aí minha próf sugeriu que eu exibisse com o título ‘Acervo’…gostei! Voilá.

Foi feita em barro canadense, branco, em torno, a peça é toda coberta com underglaze preto, e depois o desenho é feito ‘cavando-se’ em volta das folhas (deu um trabalho danado!!), para aparecer a cor original do barro; depois de queimada, aplica-se esmalte transparente e vai ao forno novamente. A queima é em alta, em forno elétrico.

Finalmente, esmaltei a minha passarada. Demorou, mas o resultado foi ótimo!! Pra comemorar, letra e música de uma das canções mais inspiradoras de Chico Buarque…, se você quiser ver o próprio (mocinho, olhão verde) cantando… clique aqui. Nas palavras dele – “É um rol, um elenco de passarinhos…”, saudades Chico!

Ei, pintassilgo
Oi, pintaroxo
Melro, uirapuru
Ai, chega-e-vira
Engole-vento
Saíra, inhambu
Foge asa-branca
Vai, patativa
Tordo, tuju, tuim
Xô, tié-sangue
Xô, tié-fogo
Xô, rouxinol sem fim
Some, coleiro
Anda, trigueiro
Te esconde colibri
Voa, macuco
Voa, viúva
Utiariti
Bico calado
Toma cuidado
Que o homem vem aí

Nova fornada de xícaras e copos azuis! Gostaria de ter feito mais, mas é sempre assim, a gente acaba se enredando nas tarefas do dia-a-dia, na correria para  ganhar $, sobreviver, comprar isso e aquilo, fazer a manutenção da casa, do carro, do corpo…hehehe, descansar de vez em quando que ninguém é de ferro. E como a cerâmica fica para as horas ‘vagas’, dá nisso…., menos produção do que gostaria, mas a tendência da curva é ascendente..!

Alguns exemplares estarão à venda no Bazar da Bia – nestes dias 8, 9 e 10 de Dezembro, à Rua Moura Brasil, 133, Butantã, SP.

 

 

 

 

 

 

Vila, vilarejo, rua, casaredo. Via, avenida, calçada, beco sem saída. Praça, vilinha, vizinhança, condomínio.

Como é doce e amarga a convivência em comunidade. Você conhece o seu vizinho? Vocês se ajudam, se odeiam ou se ignoram?

Este é o desenho completo da Vila, em cerâmica com alto-relevo.

Casa, casinha, casão, home, lar, barracão. Castelo, puxadinho, cafôfo, ninho. Caverna, iglu, buraco, cingapura. Biboca, abrigo, refúgio.

Seja lá qual for o nome, o sentimento é o mesmo – paz e aconchego, proteção contra raios e tempestades. Talvez nem sempre para todos, mas é um desejo inerente ao ser humano, ter seu canto, sua toca, um lugar para dormir longe dos predadores de todos os tipos..

Este é um trabalho de relevo na cerâmica – trabalha-se o desenho numa placa de gesso, em baixo relevo, e depois a impressão é feita na argila ainda  crua. Minha inspiração foi um casario, uma rua cheia de casinhas germinadas, uma visão bucólica da felicidade….

Esta é uma das minhas últimas peças, da aula em que trabalhamos texturas decoradas com engobes. Gostei do visual ‘cestaria’, do efeito rústico, olhando parece feita de um tecido ou trançada com fibra, e a borda também ficou bem legal, com umas dobrinhas…

Andei comprando novas mudas de suculentas.. Isso acaba virando vício de colecionador, é que elas são tão fofas…irresistíveis!

Nas minhas andanças pela Amazon descobri um livro muuuito legal, que junta 2 das minhas paixões: suculentas e cerâmica – tem dezenas de fotos de arranjos dessas plantinhas em vasos de formatos interessantes e diferenciados, vale a pena conferir…

Essa é uma das minhas mais ‘recentes’ criações, está entre aspas porque são do ano passado… Este ano ainda não tive tempo para me dedicar a ficar embaixo do barracão, mexendo no barro e inventando coisas…uma pena.

Mas, nunca é tarde… Gostei muito dessas xícaras, não são nem grandes nem pequenas, próprias para capuccino, ou quem gosta de tomar ‘golão’ de café, ou chá em pequenos goles…, fica ao gosto do freguês!

Tem também os modelitos ‘coração’ e ‘margarida’. Aceito encomendas!

IMAGEM DO DIA

Mug made by Jennifer Falter

Categorias

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 19 outros seguidores

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930