You are currently browsing the category archive for the ‘Florais de Bach’ category.

É incrível como quando estamos conectados com nossa alma, nossa mais profunda verdade interior, as coisas acontecem, fluem, as pessoas ‘certas’ são postas no nosso caminho, e as ideias vêm. “O santo baixa”.

O Universo está sempre ali, nós estamos eternamente também ali no Universo, tudo à disposição das conexões, das construções dos relacionamentos, das manifestações artísticas, tudo ali ao mesmo tempo. Alguns estão em outras dimensões, em outros países, outras casas. Mas estamos todos juntos, tudo misturado. O que percebo é que a nossa abertura e foco para determinados desejos acabam nos levando, uma hora ou outra, à concretização dos pensamentos, desde que você esteja aberto para isso, sem rancores, mágoas, desapegado, e pronto para o que der e vier.  Com uma profunda aceitação e aberto para a compreensão de qualquer resultado.

Quando fui pega de surpresa por minha professora, convidada a participar do Arte na Vila, veio aquele frio na barriga, sem saber por onde, mas com a certeza que tinha que começar, me lançar. E foi assim, de bowl em bowl, depois resolvi colocar uns passarinhos “à espreita”, criaturinhas que já havia pendurado em colares, tempos atrás; agora criavam vida, cada um com sua forma, seu querer, sua personalidade própria.

Uns curiosos, outros desconfiados, outros ainda fazendo-se de difíceis.  Assim como as pessoas… De repente, saiu um casal de peixes (!). E lá estavam, prontos a submergir no bowl.

Quando fui dar acabamento, veio a ideia – imprimir em cada peça uma qualidade de alma associada a um Floral de Bach. E assim foi…, fui seguindo minha pura intuição e as frases e palavras iam brotando, fui juntando cores aquareladas de fundo, e voilá!  Os deuses do Fogo e da Terra colaboraram, e tudo aconteceu. Meio sem querer, meio querendo….

O mais impressionante foi assistir à reação das pessoas às peças, e sobretudo às frases – elas tocaram na alma, e quase sempre ajudaram na decisão final da escolha. Foi (e é) mágico! Amazing! Isso só me dá motivação para fazer mais e mais, seguir em frente. E agradecer.

Depois de muitos dias de ensaio, canseira total, suor etc, estreamos no domingo dia 5/12, e foi fantástico!

Dia de estréia para mim é dia de realização. Apesar daquela dorzinha de barriga, é uma tensão gostosa e tranquila – um paradoxo? Não, simplesmente a certeza de que tudo que tinha que ser construído já tinha sido, registrado. Todas as crises e tensões dissipadas. Agora era só ir lá e realizar, concretizar.

É um dia em que cumpro um ritual. Passo minha roupa, confiro os apetrechos, reuno os comes, lanchinhos e energéticos, tomo um banho demorado, calço uma havaiana e parto para a ‘guerra’ tranquila e certa da vitória. Sempre um pensamento positivo. Para ajudar, e como parte do ritual, preparo uma garrafinha de água com meus florais pessoais. E preparei também uma ‘poção’ para o grupo, onde juntei:

– Clematis: concentração, pés no chão, cabeça na vida real, concretização de um sonho, realizar o ideal

– Olive: energia, dar vitalidade, tirar o cansaço

– Walnut: proteção para as influências externas, criar um escudo para nos proteger de tudo que poderia nos tirar do caminho escolhido, que todas as interferências externas ficassem de fora de nossas decisões, preservação da individualidade

– Larch: para dar auto-confiança, certeza de que sabemos fazer aquilo

– Chestnut Bud: para não repetir os erros do ‘passado’, é o floral que ajuda a fixar o aprendizado, para não repetirmos alguns erros bestas que acabam se cristalizando

– Holly:o floral do amor universal e incondicional

Sabem que funcionou? Parece que depois da ‘sprayada’ o grupo estava mais coeso, energético, e com um brilho diferente nos olhos, e foi aquela alegria total!

Dia seguinte: muuuito cansaço, dores por todo lado, mas a bonança, sensação de projeto realizado. Agora toca ensaiar e remarcar tudo de novo, pois dançamos no dia 15/12 no Anacã, às 21hs. Dá-lhe ‘Cravo e Cardamomo’!!!!

Fiz um floral para tomar e iniciar meu ano de 2010:

Hornbeam para me dar energia e realizar as tarefas necessárias: limpar o armário, organizar meus vários ‘assuntos’ em pastas mentais e prateleiras virtuais e físicas, e não ficar adiando isso

Wild Oat para me mostrar um caminho, entre tantas opções, e criar raízes

Clematis para ajudar a realizar os sonhos, concretizar a vida ‘artística’

White Chestnut para acalmar a mente, pensar uma coisa por vez, dormir, tranquilizar o diálogo interno

Cherry Plum para não enlouquecer, ter paz, não explodir com tantas sensações aflorando, e tantas vontades de fazer coisas..

Para ajudar na faxina, pus umas gotas de Chicory na minha garrafinha de água, para que eu possa exercer meu desapego.  Acreditem ou não, guardo minhas pastas de trabalho de pesquisa desde 1989!!!  Calma.., guardo (IMPRESSOS) só os documentos principas de cada projeto.., o questionário, o relatório, a proposta… a quem estou querendo enganar??!

Não há armário que caiba, não as consultei nos últimos 20 anos…e quer saber? Vou jogar tudo fora, guardar os arquivos eletrônicos, e boa! Tenho certeza que vou conseguir até RESPIRAR MELHOR…hehe.  Hoje vou adquirir uma desfragmentadora de papel, porque haja braço pra picar tanto papel…

Bjs, que tô no meio da faxina! Van.

IMAGEM DO DIA

Mug made by Jennifer Falter

Categorias

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 19 outros seguidores

junho 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930