Red Chestnut atende àqueles que ficam demasiadamente preocupados com seus entes queridos, e pensam sempre que algo de mal vai lhes acontecer, ‘sofrem pelos que amam’, diz Dr Bach. Como a mãe que não dorme enquanto o filho não chega, pensando que algo de ruim aconteceu, e não que ele está beijando a namorada…

Pode ser uma preocupação exagerada com parentes, filhos, pais, amigos, e até com seu pet de estimação. Red Chestnut ajuda a emitir um fluxo positivo e protetor de pensamento em relação a esse ente querido, lembrando que há sempre algo maior que está protegendo essa pessoa. E ajuda você a ficar mais tranquilo em relação a isso, acalma a ansiedade, e desenvolve um cuidar com compaixão.

Lembre-se que cada um de nós pode criar esse campo energético protetor através da emissão de um fluxo positivo, de uma energia iluminada. E que o medo cria uma abertura em nosso campo energético, tornando-o frágil e suscetível a energias indesejadas.  O cachorro sempre morde a pessoa que tem mais medo, a abelha parece que sempre vai em cima da pessoa que a teme, e assim por diante.

Experimentar o lado positivo de Red Chestnut – ou seja, focar o pensamento e transmitir energias como ‘Espero que ele se dê bem’, ‘Eles encontrarão o caminho certo’, ‘Irradio paz, calma e otimismo’ – faz com que a pessoa tenha o prazer de ver que as coisas vão cada vez melhor para elas mesmas e para as outras pessoas.  Além de ajudar a manter a cabeça fria nas emergências.

Dica da Sra M.Scheffer: quando você estiver preocupado(a) demais com outras pessoas, imagine-as envoltas por uma luz branca, e peça a proteção divina para elas. Red Chestnut também tem a ver com relações simbióticas entre mãe/filhos e outros parentescos, por isso é chamada pela autora como ‘a flor do corte do cordão umbilical’.

Experimente! Bjs, Vania.

Anúncios