É o floral para os medos conhecidos. Dr Bach o descreve como indicado para todos os tipos de medo, aqueles temores do ‘dia-a-dia’, tais como: medo de ficar doente, do escuro, de cachorro, de animais que voam, aranhas, medo de ficar sozinho, da pobreza, e até medo de falar em público.

Quando esses medos se tornam fobias, é hora de tomar Mimulus. As personalidades de tipo Mimulus são geralmente nervosas, medrosas (claro!), e tendem a ser tímidos, daqueles que coram facilmente. Na verdade, essa timidez é interpretada aqui como ‘medo de ser você mesmo’. Quando o Mimulus é floral de tipo, é preciso que se tome durante um bom tempo para que esse traço de personalidade se arrefeça.

Mimulus pode ser tomado também em ocasiões onde o medo nos impede que façamos algo, como medo do dentista, medo de ir à algum lugar, etc. Agora, se este medo envolve algum tipo de insegurança, ou se essa fobia passa a ser uma sensação de pânico ou terror, aí já há outros florais mais indicados.

Mimulus nos traz a coragem para enfrentar o que tememos, e a espontaneidade para nos colocarmos perante os outros. Como curiosidade, Mimulus foi o 1.o floral catalogado por Bach, o qual lhe deu a coragem necessária para iniciar seu trabalho de ‘herói’.

Simbolicamente, segundo Dra Carmen Monari, o ‘herói’ é aquele que tem a proteção dos deuses, e todo herói tem tarefas a cumprir, que são trabalhos sobre si mesmo.  Mimulus ajudará o herói a enfrentar seus dragões, ou seja, a sua sombra (limitações e medos básicos), para libertar sua donzela – a Anima, que representa o resgate do Amor.

Uma frase para ser trabalhada enquanto tomamos Mimulus, segundo M.Scheffer: “Decido, em essência, dar um passo em direção à Luz. Enfrento com coragem as coisas que estão no meu caminho de vida, pois posso confiar na orientação do meu Eu Superior.”

Voilá! Bjs.

Anúncios